domingo, 23 de janeiro de 2011

ESTARÁ A COALHADA SCHAFFER CONDENADA?

Fiquei muito surpresa ao encontrar vazia a prateleira onde normalmente estão as coalhadas. Isto aconteceu ontem, na padaria onde costumo fazer minhas compras. Perguntei a uma vendedora quando chegaria a coalhada Schaffer e recebi a resposta de que foi recolhida pela vigilância sanitária for falta de um registro. VIVA A BUROCRACIA!!!

A coalhada Schaffer é uma tradição curitibana. É uma anciã que existe há mais de 94 anos. Quem não se lembra da famosa Confeitaria Schaffer, nos tempos áureos da rua XV de novembro, com suas mesas de mármore? Muitas pessoas iam até lá para tomar a famosa coalhada, servida pura ou com mel.

Depois do fechamento da confeitaria, a família manteve a produção da coalhada que é distribuída em pequenos pontos de venda, em panificadoras tradicionais como a América e Família Farinha.

Esta coalhada que já alimentou gerações de curitibanos foi agora confiscada pela burocracia da Vigilância Sanitária. Não discordo do trabalho da Vigilância Sanitária. É importante, é necessário zelar pela saúde do cidadão, mas com bom senso. Um alimento que existe há mais de 94 anos, não pode ser prejudicial a ninguém. Sou consumidora desta coalhada há muitos anos e, até hoje, nunca comprei um pote em que produto estivesse deteriorado, fora da validade. Os produtos entregues nos pontos de venda estão sempre frescos, geralmente com data de produção da véspera.

A coalhada é um derivado de leite fermentado naturalmente com alto valor nutritivo. Sua lactose está parcialmente digerida, sendo bem tolerada por pessoas com intolerância à lactose. É uma ótima fonte de cálcio e excelente fonte protéica. O soro é muito rico em imunoglobulinas que ajudam nas defesas do organismo. É também rica em bactérias benéficas ao intestino, o que mantém a flora intestinal saudável, evitando o crescimento de bactérias patogênicas.

Leia um pouco sobre a Confeitaria Schaffer na coluna de Dante Mendonça de abril de 2009 no paranaonline e na Gazeta do Povo de julho de 2008.

11 comentários:

fernanda garcia disse...

Ana,
Que absurdo! Mas a coalhada vai voltar?
Vc leu o Blog do Xavier sobre o Celso?
Abs,
Fernanda Garcia

Ana Teresa Londres disse...

Oi Fernanda, amanhã vou ligar diretamente para o produtor da coalhada pois tem o telefone no rótulo. Dp informo.
Soube desta noticia no inicio da semana. Espero que o Andersen consiga manter o restaurante e que o Celso continue cozinhando.
bjs

Ronaldo disse...

Dra.Ana Teresa, obrigado,pessoas como a senhora é que fazem a diferença.Esbarramos sim,na burocracia,mas também temos amigos lá,dispostos a nos ajudar.Achei importante o seu esclarecimento,de que não houve problema com a qualidade e manuseio do nosso produto e sim com o selo da vigilancia sanitária.Às vezes nos preocupamos com a correria do dia a dia e negligenciamos coisas importantes,foi o caso.Nos foi gentilmente cedido,um prazo pelos órgãos competentes e como não pudemos cumprir,estamos sendo cobrsdos.Estamos regularizando e voltaremos o mais rápido possível ao mercado.Contamos como sempre,com a compreensão dos nossos consumidores e amigos.Obrigado. Ronaldo Hortmann

Ana Teresa Londres disse...

Oi Ronaldo,
Obrigada pela sua explicação. Tomei a liberdade de publicar num post o seu comentário. Por favor, me deixe informada da normalização da coalhada no mercado.
Um abraço
Ana Teresa

Ronaldo disse...

Dra. Maria Teresa, por sua gentileza e atenção sobre esse assunto, comunico em primeira mão que dia 25/03 (sexta-feira passada) fechei uma parceria com a Padaria América para e produção e comercialização das Coalhadas Schaffer. Ótimo para nós e para os nossos consumidores, por se tratar de duas marcas centenárias na gastronomia paranaense. Certo de sua satisfação, agradeço o carinho à nós dedicado.
Do amigo, Ronaldo Hortmann.

Ana Teresa Londres disse...

Oi,Ronaldo, que bom que poderemos voltar a consumir a coalhada Schaffer. Gostaria que me enviasse um email com detalhes desta associação e qdo teremos novamente a coalhada a disposição para venda. Meu email e
anateresa.londres@gmail.com.
Um abraço
Ana Teresa

Anônimo disse...

Ana Tereza
Consumo semanalmente 6 potes de gualhada Schaffer.
Compro na Panificadora América
Questão de mais ou menos um mês, tenho diminuído o consumo porque a coalhada não é a mesma, está aguada, a original é mais consistente.
Não reclamei, tentei localizar o fabricante direto em São José dos Pinhais como me informaram. Não consegui. Gostaria muito de contacta-los para alertá-los para este fato e voltar a ser o que era.
Não sou a única que observou, outros consumidores que não reclamaram, só não tem consumido.
Gostaria de saber como alertá-los para que a qualidade não se perca. É possível, tem telefone?
Agradeço a atençao, fico no aguardo.
Marilu

Anônimo disse...

Por favor Ana Tereza a gualhada Schaffer não é mais a mesma, está aguada, não é mais consistente.
Onde contactar para alertá-los quanto a qualidade.
Marilu

Anônimo disse...

Ana Teresa
A coalhada Schaffer não é mais a mesma, está aguada, não é mais consistente.
Como contactá-los, para alertá-los quanto a qualidade?

Ana Teresa Londres disse...

Marilu, também sou consumidora da coalhada e também notei a diferença. Já conversei com o pessoal da América e ficaram de falar com o produtor. De qualquer modo, na embalagem tem um número de celular: 41 91383769. Vamos torcer para que o problema seja pontual e resolvido.
Obrigada pelo seu comentário.

Rafaelbritta disse...

Olá!

A coalhada Schaffer está na ativa!

Toda a sua identidade visual foi repaginada em 2015, mas seu sabor e consistência continuam os mesmos.
Ela agora é comercializada pela Padaria América, que tem mais de 100 anos de existência.

Eu mesmo experimentei e achei uma delícia!!

Facebook da Padaria América: https://www.facebook.com/padariaamerica.america
Facebook da Coalhada Schaffer (recém feito): https://www.facebook.com/coalhadasschaffer/