domingo, 10 de junho de 2012

PATÊ DE FÍGADO


Estava preparando uma aula para a Cozinha Experimental da Sociedade Paranaense de Pediatria (SPP), quando uma prima me pediu uma receita de patê de fìgado. Foi uma coincidência do momento, pois a aula é sobre alimentos ricos em ferro, e o fígado é um dos mais importantes. Achei esta receita de patê de fígado de galinha no site Panelinha e fui para a cozinha, antes passando pelo Mercado Municipal. Devo ser sincera, não sou amiga de fígado, nunca fui, exceto o foie gras. Fígado de galinha, além de rico em ferro e ótimo para as pessoas com anemia, é muito barato, R$ 6,00 o quilo. Acho que por ser tão barato, não há interesse na venda, pois não é fácil de encontrá-lo e só achei no terceiro açougue. Fiz a receita do meu modo e aqui transcrevo. Ficou ótima!  O Luiz, que também não é amigo de fígado e não queria provar no início, acabou se rendendo.

Enquanto preparava a receita, tirei algumas fotos. Minha idéia inicial era fotografar tudo, só que às vezes eu esquecia desta segunda tarefa.

RECEITA:

Tempo de preparo: 20 minutos- rendimento cerca de 300 g ou 2 potinhos

INGREDIENTES:

250 g de fígado de galinha
1/2 cebola picada ou ralada
1 colher de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de conhaque
1 colher de sopa de manteiga (temperatura ambiente)
Suco de meio limão
Sal a gosto
Pimenta do reino moída na hora a gosto
Ramo de Tomilho ou outra erva

PREPARO:
1- Limpar o fígado retirando os nervos e temperar com um pouco de sal, pimenta do reino, conhaque e tomilho. Deixar descansar alguns minutos.
2- Picar cebola e refogar no azeite. Quando estiver transparente, acrescentar o fígado, deixar tomar cor e cozinhar por alguns minutos. Não deixar muito tempo, senão endurece.
3- Passar toda a preparação para o processador ou liquidificador, acrescentar a manteiga e o limão, e bater até consistência de pasta. Acertar o sal e pimenta. 
4- Passar para potes, cobrir a superfície com filme plástico e levar para gelar. Servir sobre torradinhas com flor de sal e pimenta do reino.

Ingredientes separados: ervas (tomilho, salvia e alecrim) , pimenta, sal, limão, cebola, azeite, conhaque, fígado. Opa! Esqueci de um! A manteiga. Só percebi no momento de usá-la e não dava mais para bater outra foto.
 Cebola sendo refogada.

Refogando o fígado depois de ficar alguns minutos marinando com o conhaque, sal, pimenta e ervas.
 O patê pronto, coberto com filme plástico, indo para a geladeira.
 Depois de gelado, pronto para servir.












9 comentários:

fernanda garcia disse...

Vou tentar fazer Ana! Eu adoro fígado!
Bjs,
Fernanda

MESA DE ANA TERESA disse...

Oi Fernanda, tente sim que é muito fácil!
bjs

Cecy Fernandes de Assis disse...

Delicioso!

Cecy Fernandes de Assis disse...

Delicioso!

Anônimo disse...

Olá, acabei de conhecer seu blog e amei, tenho certeza que será muito útil para mim, cai aqui meio que sem querer, que sorte a minha, né!? ana tereza gostaria que vc pudesse me dar alguma dica a respeito da alimentação da minha filhinha de 2 anos.O nosso problema é que aqui na minha cidade não tem pediatra sempre, e a minha filha não come comida, não sei o que fazer, só toma leite com mucilon, come muitas frutas, carne assada ela come, arroz branco é uma briga, o restante dos legumes nao tem jeito, ela já ensaiou de comer salada mas nao vai,e não tem quem obrigue ela a comer,ela não gosta da sensaçao da comida na boca dela, só pode ser isto, me dá uma ajuda se vc puder!!!!! por favor!!!!!

MESA DE ANA TERESA disse...

Olá,
Uma criança de 2 anos deve comer a comida da família desde que esta seja saudável. Leite pela manhã, no lanche da tarde e a noite. Nunca você deve forçá-la a comer, pois cria um ambiente tenso e de chantagem, nem substituir as refeições principais por leite. Procure almoçar e jantar juntamente com ela, sem obrigá-la a comer, sem punir e tente não mostrar que vc está chateada ou irritada. O processo da alimentação tem que ser natural. Faça o prato com tudo e deixe na frente dela por 20 minutos e se não comer, retire e dê uma fruta como sobremesa. Ela só deve comer na refeição seguinte.Não compense com bolachas e guloseimas. Não deixe que ela coma coisas entre as refeições.
Por favor me envie seu nome e email.
Uma abraço

Anônimo disse...

nao tenho conhaque.. substituo ele por algo, ou nao boto nada?
obrigada

Ana Teresa Londres disse...

Olá, vc pode fazer o patê sem o conhaque, até já fiz assim. Se quiser pode trocar por vinho do Porto.
Um abraço

Anônimo disse...

substituí o conhaque pela cachaça Santa Dose e ficou MARAVILHOSO!
Obrigada.