quinta-feira, 26 de março de 2009

OVOS DA INFÂNCIA



Não são os da Páscoa que estão por vir, mas os de galinha. Desde criança sempre gostei de ovo. Lembro bem que um dos meus pratos preferidos era ovo cozido com molho branco, pedacinhos de presunto e queijo parmesão, tudo gratinado ao forno. Quem fazia era Júlia, nossa cozinheira de toda infância. Gostava tanto que até pedia para que ela preparasse no meu aniversário.

Outra lembrança era Omelete do chef do restaurante O Bife de Ouro no Copacabana Palace. Íamos lá almoçar com o vovô e a vovó. Eu adorava. Achava o máximo almoçar naquele ambiente suntuoso, lindo, me sentia gente grande. Este era meu prato preferido. Se não me engano, era uma omelete com muito queijo e champignons.

O ovo que preparei aqui também vem de minhas memórias gustativas. Era uma entrada muito gostosa e simples que comia na casa da minha avó. Procurei reproduzir pelas lembranças: ovo gratinado com molho de tomate, queijo ralado e acho que até era feito com Ketchup. É uma receita fácil, rápida e que faz um bom efeito. Não é muito calórica. Era servido nesta mesma travessinha em que preparei.

Preparo:

antes de ir para o forno

Untar com manteiga ou azeite pequenos ramequins que possam ir ao forno. Cobrir o fundo com molho de tomate (caseiro ou pronto). Acrescentar o ovo com cuidado para não estourar a gema. Sal e pimenta moída na hora sobre o ovo. Cobrir a clara com mais um pouco de molho de tomate e salpicar queijo parmesão ralado. Levar ao forno médio (150°C) por cerca de 10 a 15 minutos. A clara deve estar cozida e a gema um pouco mole. Servir imediatamente com umas torradinhas e bom apetite!

9 comentários:

Anônimo disse...

Ana, também adoro ovo. Vou fazer sua receita amanhã mesmo!
Um beijo,
Aldo

Ana Teresa Londres disse...

Depois me diga se gostou.
bj

Anônimo disse...

Ana! lembrança de infância para mim tbm!!! oeuf cocotte.....vai num ramequin com creme de leite, ciboulette e 1 ovo....uma delicia! tem as variações com tomate e até fois gras....uma boa dica: ovo cocotte com foie gras servido com um pedaço de brioche....miam miam!
abraços fanie

fernanda garcia disse...

Ana,
Eu ADORO ovo!!! E é uma das únicas coisas que só eu faço em casa. O Aldo nem tenta, pois o meu é melhor.
Lembro que quando eu era pequena, minha mãe, que não cozinha nada, fazia ovo cozido e depois bem picadinho com um fio de azeite e sal para o "jantar" ou arroz com ovo frito. E de sobremesa gemada com 1 colher de conhaque ou ambrosia.
Abraço,

Ana Teresa Londres disse...

Oi Fannie,
Vou experimentar a tua receita.
Deve ser deliciosa.
bjs
Ana

Ana Teresa Londres disse...

Oi Fernanda,
minha mãe não cozinhava nada, exceto ovos mexidos que eram muito bons, na consistência mole, baveuse, como ela mesmo dizia.
bjs
Ana

Anônimo disse...

Teca,
Pelo visto este ovo da vovó trouxe boas lembranças para todos.
Vou preparar hoje para comermos, depois conto.
Bjs
Amelia

Telma Souza disse...

Oi Ana,
sabe que esta sua receita veio a calhar pois estou fazendo um regime onde ovos e tomate são permitidos. Só vou ter que deixar de fora a torradinha...
Vou testar.
Beijos
Telma

Ana Teresa Londres disse...

Oi Telma,
Sugeri a torradinha, mas tb comi sem ela.
Espero que goste.
bjs