quarta-feira, 25 de novembro de 2009

A DIVERSIDADE PORTUGUESA


Nesta semana, Sônia Fernandes, responsável pelo mercado brasileiro, e Nuno Araújo, enólogo e produtor da Quinta Covela, estiveram em Curitiba para divulgar os vinhos portugueses. Eles representam a Viniportugal, uma associação criada em 1997 que tem como objetivo promover os seus vinhos.


No Guega ristorante, Nuno fez uma apresentação das regiões, castas, clima e toda a diversidade encontrada em um país tão pequeno. As castas portuguesas autóctones são várias, e com nomes muito diferentes: Fernão Pires, Maria Gomes, Arinto, Encruzado, Rabigato, Antão Vaz, Fonte Cal, Bical, Viosinho, Loureiro, Moscatel e Alvarinhos entre as brancas, e tintas como Touriga Nacional, Touriga Franca, Castelão, Baga, Aragonez, Trincadeira, Afrocheira. Cada uma é diferente da outra, e dependendo da região, produzem vinhos diversos.


Após uma degustação de oito vinhos (ver abaixo), passamos para o jantar preparado pelo chef Celso Freire harmonizado com outros vinhos.

Salada de folhas diversas, com pêra, queijo pecorino e castanha do Pará foi servida com o Espumante Filipa Pato 3B 2008.

Com o primeiro prato - Ravioli de mussarela de búfala com molho de tomate e manjericão – tomamos dois brancos 2007 – Covela Escolha da região entre Douro e Minho, e Paulo Laureano Reserva, do Alentejo.

Um mignon com batatinhas, cebola, aspargo regados com um molho muito saboroso, foi servido com os tintos de 2005 Quinta da Gaivosa, do Douro, e D. Maria Reserva, da Quinta do Carmo no Alentejo.

O Blandy Malvasia 5 anos deu conta da crepe de chocolate com sorvete de doce de leite.

Os vinhos degustados durante a apresentação foram :

Dois brancos:
  • Ameal Loureiro Branco 2007 (Grand Cru – R$69,00) vinho bem floral e mineral.
  • Quinta da Alorna Branco 2008 (Adega Alentejana – R$36,10, este de uvas Arinto e Fernão Dias, achei bem interessante, ótimo custo benefício.
Um rosé:
  • Covela Escolha Palhete 2007 (Grand Cru, R$ 69,00).
Cinco tintos excelentes:
  • Casa de Saima tinto Reserva 2003 (Decanter – R$101,95).
  • Quinta dos Roques tinto Reserva 2003 (Decanter – R$ 143,65).
  • Quinta de Chocapalha tinto 2006 (Vinci – U$ 39,50).
  • Quinta da Bacalhoa 2006 (Portucale – R$ 110,00). Este como era o único feito com a uva Cabernet Sauvignon e apresentava um aroma e gosto mais conhecido, menos típico dos portugueses.
Vinhos degustados no jantar:
  • Covela Escolha Branco 2007 (Grand Cru – R$ 79,00)
  • Quinta da Gaivosa Tinto 2005 (Decanter – R190,00)
  • D. Maria Reserva Tinto 2005 (Épice – R$265,13)
  • Blandy Malmsey 5 anos ( Mistral – U$46,50)


Leia mais na coluna de Luiz Carlos Zanoni, no jornal O Estado do Paraná.

Serviço:
Guega Ristorante
Rua Voluntários da Pátria 539 - Centro - Curitiba
Tel: 41 3023-8244

4 comentários:

Regina Rozenbaum disse...

Ai ai ai Ana, só de ver essas delícias engordei uns quilos rsrrs.
Bjuss mineiros
Regina
www.toforatodentro.blogspot.com

fernanda garcia disse...

Oi Ana,
Viu como está gostoso o nosso velho Boulevard, novo Guega?
Esse ravioli até agora tem sido o meu predileto!!!!
Bjs,
Fernanda

Ana Teresa Londres disse...

Eu gostava muito do ravioli de queijo de cabra. O molho da carne estava digno de Boulevard.
bjs

Jussara Voss disse...

Oi, Ana!
Perdi, que pena, mas estava precisando ficar só...
Precisamos nos encontrar.
Beijo