segunda-feira, 14 de março de 2011

AQUAVIT


Aquavit é um destilado de batata, originária da Dinamarca. No Brasil, Aquavit é o restaurante de Simon Lau Cederholm, chef dinamarquês, que em sua residência às margens do Lago Paranoá em Brasilia, recebe os clientes para um menu degustação de 3 a 5 pratos. Os vinhos são servidos em taça harmonizando com os pratos (opcional).

O local é lindo! Sua casa é toda branca, moderna, poucas mesas na varanda, a cozinha aberta e uma maravilhosa vista para a cidade. Mesmo à noite, conseguimos identificar o congresso e a ponte JK. Ambiente super agradável.

Chegamos e Simon nos recebeu à porta. À mesa, ele nos explicou todos os pratos, os ingredientes e técnicas de preparo. Ele utiliza em sua culinária muitos ingredientes brasileiros como coco, milho, tucupi, seriguela. Todos sempre frescos e da estação. O coco é da própria residência. Os ingredientes brasileiros estão numa harmonia sutil com os da culinária tradicional. Tudo é muito delicado e leve.

Enquanto esperávamos os pratos, veio o couvert: pães, um confit de pato com geléia de laranja e manteiga com trufa.

Primeiro prato: Camarão com raspa de coco verde, sorbet de água de coco, concassé de pimentão, espuma e farofa de coco. Vinho – Pulenta Estate, Sauvignon Blanc, 2008, Argentina.


Segundo prato: Timbale de surubim com banana da terra, agrião e tucupi. Vinho – Fritz Haag Trocken, Riesling, 2007, Alemanha.

Terceiro prato: Foie gras grelhado com sorvete de sabugo de milho ao beurre noisette, servido com milho refogodo e pamonha. Vinho – Enrique Foster, Reserva Malbec, 2006, Argentina.

Quarto prato: Filet mignon com tutano defumado, beterraba, salsinha, raiz forte e croutons. Vinho – Medalla Real, Cabernet Sauvignon, 2007, Chile.


Sobremesa: Sorvete de iogurte de leite de cabra servido com sopa gelada de seriguela e gelatina de umbu e pé de moleque. Vinho – Delas Muscar Beumes de Venise, 2007, França.


O café veio acompanhado de madeleines deliciosas. Abaixo algumas fotos do ambiente.


Estava tudo delicioso. Se fosse eleger o melhor prato, escolheria o timbale de surubim. A banana deu um adocicado e um contraste muito bom. Outros destaques foram a crosta do foie gras, o tutano defumado sobre o mignon e a sobremesa totalmente inesperada, com sabores diferentes e sutis.

Muito merecido, o Aquavit no ano passado levou quatro prêmios do Guia Quatro Rodas, Guia Brasil 2011: melhor chef do ano, melhor restaurante de Brasília, melhor restaurante da região Centro-Oeste e ainda conquistou Duas estrelas.

Serviço:

Endereço: Setor de Mansões Lago Norte – ML 12 conjunto 1 – casa 5 – Brasília – DF
Tel: 55 61 3369-2301, 61 9167 0000
É necessário reserva.
Veja o site do restaurante. Lá tem muitas fotos e os menus.

5 comentários:

Eduardo Pinha disse...

Que delícia. Tb quero!

fernanda garcia disse...

Ana,
Ai que vontade!!!
Poderíamos ressuscitar a Confraria fazendo algo assim.
Bjs,
Fernanda Garcia

Ana Teresa Londres disse...

Estava realmmente fantástisco! algo muito diferente.

jeito simples disse...

Olá Ana Teresa,
Descobri seu blog quando buscava na Net uma foto de salada de quinoa com cenoura. Fiquei encantada com tudo.
Parabéns. Hoeje cedo queria postar em meu blog uma receita parecida com a sua que faço aqui em casa, mas não tenho foto. Minha máquina está inoperante...peço sua autorização para usar a sua foto da salada de quinoa, que vc postou em julho de 2008. Certamente vou colocar os créditos se vc me autorizar.
Desde já agradeço.
Um abraço, Norma.

Mesa de Ana Teresa disse...

Norma, obrigada pelos elogios.
Vi o teu blog e adorei também a foto do Rio. Sempre dá saudades. Afinal sou carioca e vivo em Curitiba há mais de 35 anos. Minha familia e meu filho moram nesta cidade maravilhosa.
Qto a foto da salada, autorizo que vc use no teu blog, sem problema.
Um abç