quinta-feira, 24 de julho de 2014

UM PASSEIO POR MONTEVIDEO

Praça da Independência
Recentemente estive em Montevideo e na região de Punta del Este. Foi minha primeira viagem ao Uruguai. Gostei muito de Montevideo. Cidade tranquila, plana, ótima para caminhadas. O inconveniente desta época do ano (julho) é o vento gelado que sopra vindo de Mar del Plata, do Polo Sul, mas não choveu. Mesmo com o vento, o sol aquecia um pouco durante o dia e à noite, quando saíamos a pé, procurávamos caminhar bem rápido. Ficamos em Pocitos, limite com Punta Carretas. Bairro muito gostoso, muitas casas, prédios de até 10 andares, praças, cheio de lojas e muitos restaurantes.
Praia de Pocitos
Feira matinal de sábado
O dia amanhecia com neblina. Esta só se dissipava lá pelo meio dia e o sol esquentava um pouco. Nesta hora conseguíamos caminhar pelas ramblas, calçadões que cobrem toda a costa, por mais de 20 km. Mesmo no frio, os moradores estão por lá, fazendo exercício, caminhando, namorando, curtindo um baseado, a maconha é liberada por lá, ou apenas tomando seu chimarrão. Garrafa térmica em um braço e cuia na outra mão. Geralmente em grupinhos, ocasionalmente alguns solitários. Eles dizem que tomar chimarrão sozinho é muito triste. 
Ramblas

Vemos muitos cachorros e poucas crianças. A população uruguaia, um pouco mais de três milhões e trezentos mil habitantes, envelheceu. Não aumenta há muito tempo. Hoje a proporção de idosos é muito maior do que de crianças. Apenas 22% da população tem menos de 15 anos. Atribuem este fenômeno à emigração de adultos jovens que ocorreu na década de 70 e 80, devido a situação política do país e desemprego, e também aos baixos salários praticados atualmente. O salário médio de uma família é muito baixo para sustentar mais de um filho. Nós turistas temos outro parâmetro. Para nós, a vida lá é bem mais barata do que aqui. Hospeda-se em bons hotéis e come-se bem, com um bom vinho uruguaio, gastando bem menos do que no Brasil.
Ramblas
Catedral na Praça da Constituição
Turista passeando
Enquanto a região de Punta Carretas e Pocitos é mais moderna e limpa, a região central está bem decadente. Muitos prédios precisando de manutenção e restauração, principalmente na parte mais antiga. Esta livraria - Más Puro Verso, fica no inicio da parte antiga, rua de pedestres. No segundo andar há um pequeno bar-restaurante. Um bom lugar para uma pausa, um café ou mesmo almoço após caminhada. Bem ao lado fica o Museu Torres Garcia, artista plástico uruguaio, muito bom! Bem próximo, encontramos o Museu Andes 1972. Muito interessante e impressionante. Vale uma visita!
 Más Puro Verso Libreria Brasserie

Andando até o extremo da cidade, chegamos ao Mercado del Puerto. Local com muitos restaurantes de parrillas. Só funciona durante o dia, mas é possível almoçar até 3 ou 4 horas da tarde. Fomos no La Chacra del Puerto que nos foi indicado por um conhecedor de Montevideo. Realmente a carne é excelente! Clique aqui para outros restaurantes do mercado.
 Parrillas no Mercado del Puerto

Bife de Chorizo
O bairro de Punta Carretas está recheado de pequenos restaurantes fáceis de se chegar a pé para quem está hospedado na região. Por sinal, Punta Carretas e Pocitos, ao lado, são os melhores bairros para se hospedar. Existem muitos hotéis na região central, mas eu não ficaria lá. Tudo me pareceu decadente. Jantamos no LaCriolla. Chegamos cedo e ainda estava vazio. Muito boa carne. 

 Restaurante La Criolla
 Bife de Vacio (fraldinha)
Panquecas de doce de leite
O doce de leite uruguaio é tão bom ou até melhor que o argentino. Está presente em muitas sobremesas. Panqueca ou crepe de doce de leite; flan com doce de leite (pudim de leite, mas não é com leite condensado, é menos doce, acompanhado de doce de leite); mousse de doce de leite, sorvete e o que a imaginação criar.
Outro restaurante que gostamos muito foi o La Perdiz. Muito frequentado pelos uruguaios e lá comi a melhor costeleta de cordeiro. Vale a pena. Fica bem cheio e é importante fazer reserva.
Costeleta de cordeiro do restaurante La Perdiz
La Perdiz fica próximo ao shopping de Punta Carretas. Ali funcionou um presídio de 1910 a 1986 quando foi desativado. Um pouco da usa história aqui
As carnes no Uruguai são famosas pelo seu sabor e maciez, sendo o baby beef uma das campeãs. Há um ano foi reaberto o Mercado Agrícola. Cheio de lojas com produtos alimentícios, alguns restaurantes, cafés, espaço para shows. Fizemos uma visita rápida e fotografei esta geladeira e  transcrevi as informações. DRY AGED  BEEF – La maduración de la carne en seco es un método tradicional para crear carne excepcionalmente tierna y sabrosa, el reposo en aire seco produce que las enzimas naturales de la carne actuen sobre fibras musculares, realzando lentamente su ternura y sabor.


Todos os endereços desta postagens estão nos referidos links.