terça-feira, 8 de janeiro de 2013

UM DIA SEM CARNE


A proposta campanha SEGUNDA SEM CARNE é diminuir o consumo de produtos de origem animal. O intuito não é apenas a saúde da população, mas do planeta. Se toda a população mundial deixasse de comer carne uma vez na semana, haveria uma diminuição no efeito estufa e desaceleraria as alterações climáticas. Nos últimos anos houve um grande aumento do consumo de carne e, segundo a FAO, 18% da emissão dos gases do efeito estufa são provenientes da criação de animais, contribuindo para o aquecimento global do planeta. Na saúde da população, diminuir o consumo de proteína animal, principalmente da carne vermelha, ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e câncer. Isto não significa ser vegetariano, simplesmente consumir menos carne.

O livro SEGUNDA SEM CARNE (Editora Melhoramentos), organizado pela chef Annie Rigg e apresentado pela família McCartney, Paul, Stella e Mary, traz 52 cardápios vegetarianos diferentes, 13 em cada estação do ano. Para cada semana encontramos receitas de café da manhã, almoço, lanches, jantar e sobremesas. São receitas fáceis de serem elaboradas e bem criativas! Com esta variedade de pratos a carne não faz falta!

4 comentários:

Cynthia Becker disse...

Olá, Doutora. Tenho um bebê de 7 meses e pretendemos criá-lo ovo lacto vegetariano, para isso sinto q precisamos de um acompanhamento. Vc acompanha esse tipo de caso? Com total restrição de carne? Espero um retorno...
Obrigada!

Cynthia






Ana Teresa Londres disse...

Olá Cynthia, acompanho sim este tipo de caso. No momento não estou em Curitiba e só retorno ao consultório em junho. O importante por enquanto é variar bastante os legumes e oferecer uma fruta cítrica juntamente com a papa.
Um abrç
Ana Teresa

Cynthia Becker disse...

Obrigada pelo retorno, doutora! Com certeza iremos fazer uma visita em seu consultório, preciso tirar muitas dúvidas!

um abraço!

Cynthia

Débora de Souza Pereira disse...

Tbm estou precisando de um auxílio nesse sentido, pois sou vegetariana (hj estou mais pra ovovegetariana transitando aos poucos para o veganismo). Quem faz a papinha do meu filho na maior parte das vezes sou eu e sempre faço vegetariana (com uma grande variedade, me baseando um pouco na minha própria dieta). Vc poderia me ajudar? Atende por Unimed? Abraços